Pesquisa sobre Assédio, do Grupo de Planejamento, na TV Estadão

Hoje, o estudo que Ana Cortat e eu coordenamos pelo Grupo de Planejamento atingiu um público mais amplo, por meio de uma entrevista para a TV Estadão – porque assédio no trabalho não é uma exclusividade do mercado publicitário, embora ele tenha, sim, números mais preocupantes que a média nacional.

Algumas pessoas me perguntam como consegui desenvolver alguma empatia pelas vítimas, mesmo não tendo sofrido tanto assédio ao longo da carreira – afinal sou um homem hétero cheio de privilégios.

Minha resposta: coordenar o estudo, ler mais de 1.000 relatos de casos de assédio e apresentar a pesquisa mais de 50 vezes é um exercício brutal de alteridade. Recomendo fortemente.

Obrigado, Camila Tuchlinski e TV Estadão pela entrevista e visibilidade dada à pesquisa – para conhecer mais sobre o estudo, CLIQUE AQUI.

Aproveito pra agradecer também algumas pessoas fundamentais (mas há muito mais!): Lara Thomazini, que foi chave na análise, Renata D’Avila Vieira, presidente do GP e apoiadora incondicional do projeto, e Daniela Daud da Qualibest – além da Clarisse Abujamra e da Ivy Abujamra, que viabilizaram um vídeo primoroso para divulgação do estudo.

Confira a entrevista no vídeo abaixo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s