Escolhas

Pelas minhas contas, são 16 candidatos a presidente na disputa – uma delas, inclusive, mulher e negra, com um candidato a vice que tem um histórico no legislativo subestimadíssimo.

Assim, pela lei das probabilidades, poderíamos ter um segundo turno, por exemplo, entre Marina e Ciro, Amoedo e Marina, ou mesmo o Meirelles no meio dessas combinações. Por exemplo.

Mas caminhamos para um segundo turno entre os dois maiores detentores de rejeição – sendo que um deles é um fascistóide preconceituoso, que ameaça a democracia, que não fez absolutamente nada em 28 anos de carreira pública e sequer tem um programa econômico de verdade. (Eu desafio alguém que esteja considerado votar no sujeito dizer algo sobre o programa econômico dele.)

Esse cenário me fez lembrar de uma coisa que ouvi de um amigo, anos atrás:

– A gente não reclamava que brasileiro não discutia política, que só falava sobre futebol? Pois então, taí: agora, nós, brasileiros, discutimos política, só que com a estupidez de quem discute futebol.

Durmamos com esse barulho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s