Calma.

Você está sendo bombardeada e bombardeado por lives, webinars, cursos online, videoconferências, ebooks, reports.

Está vendo, em redes sociais e entrevistas, pessoas dizendo que estão hiperprodutivas, hiperfocadas, aprendendo uma nova profissão, fazendo do limão uma limonada, vendendo lenços aos que choram, otimistas com o “futuro”, dizendo que farão de tudo para não demitir (exceto, é claro, se demitir).

Mas, ainda assim, você sente que não tem sequer metade da produtividade que tinha antes da quarentena.

Na maior parte do dia, você sente mesmo é muita insegurança.

E, às vezes, medo.

Para você, que está vivenciando isso, eu só queria deixar aqui uma frase:

– Tá tudo bem se sentir assim.

Beijo no coração.